Pular para o conteúdo
Voltar

AGER orienta empresas do STCRIP-MT sobre a importância das medidas de biossegurança contra o coronavírus e relatório de Ouvidoria 2020

O objetivo de reforçar a importância das medidas de biossegurança com foco preventivo contra o coronavírus, garantindo segurança aos usuários do setor, assim como o Relatório de Ouvidoria 2020, com informações acerca das manifestações registradas no período pandêmico e dos 3 últimos anos.
Ascom|Ager-MT | ASSESSORIA

ASCOM/AGER-MT - Foto por: ASSESSORIA
ASCOM/AGER-MT
A | A

A Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados (AGER-MT) através das Diretorias de Ouvidoria e de Transportes e Rodovias, reuniu com representantes das Concessionárias e Permissionárias do Sistema do Transporte Coletivo Rodoviário Intermunicipal de Passageiros de Mato Grosso (STCRIP). 

A reunião realizada nesta quinta-feira (18.02) foi híbrida (com participações presenciais e remotas), com objetivo de reforçar a importância das medidas de biossegurança com foco preventivo contra o coronavírus, garantindo segurança aos usuários do setor, assim como o Relatório de Ouvidoria 2020, com informações acerca das manifestações registradas no período pandêmico e dos 3 últimos anos. 

Na ocasião, foi apresentado presencialmente, pelo diretor de Transportes e Rodovias Paulo Henrique Monteiro Guimaraes, a importância do cumprimento da Resolução 002/2020, que trata de protocolos para contenção da COVID-19, com a utilização de uso de máscaras no interior dos ônibus, tanto pelos passageiros como pela tripulação. Também reforçou a necessidade da sanitização dos ônibus periodicamente, da capacidade de lotação dos ônibus, entre outros.

“Foi uma reunião positiva onde a AGER apresentou as principais reclamações dúvidas, sugestões, críticas e elogios e também algumas diretrizes que serão estabelecidas pela Agência reguladora nesse ano de 2021, é uma iniciativa da Diretoria Executiva Colegiada da AGER, onde todos os diretores participaram seja presencialmente ou remotamente no sentido de aproximar das empresas que prestam os serviços para que consigam um melhor atendimento à população. Reiteramos que os efeitos da covid ainda persistem e a AGER reforça a necessidade de que as empresas se atentem as recomendações de biossegurança para garantir um serviço adequado aos passageiros que utilizam do Sistema de Transporte Coletivo Rodoviário Intermunicipal de Passageiros de Mato Grosso (STCRIP)” destacou o diretor. 


A ação contou também com a participação do diretor Ouvidor José Rodrigues Rocha Junior (remoto), e da coordenadora de Ouvidoria da AGER, Clarice Zunta (presencial) que apresentou dados do Relatório de Ouvidoria 2020, com informações acerca das manifestações registradas neste período. 


De acordo com a coordenadora destacaram-se reclamações afetas ao não cumprimento da referida resolução 002/20, quanto ao não uso de máscaras e falta de disponibilidade de álcool gel no interior dos veículos e também reclamações referentes aos guichês de venda de passagens.

Outro ponto apresentado pela coordenadora foi a falta de comprometimento das empresas nas respostas para as demandas da ouvidoria


“70% das manifestações registradas pela ouvidoria da AGER e encaminhadas às empresas não tiveram respostas no ano de 2020, e 30% somente em janeiro deste ano. Também foi abordado a necessidade de adequações para o cumprimento da Resolução da AGER referente ao atendimento aos usuários pelas empresas e fornecimento do número de protocolo”, esclareceu a coordenadora.


Após a apresentação da Ouvidoria da AGER, o presidente da Agência Reguladora Luis Alberto Nespolo abriu a palavra aos representantes das empresas que participaram de forma expressiva equivalente a 81,25% do total contratadas, momento em que manifestaram demandas como as dificuldades enfrentadas durante a pandemia pelas empresas transportadoras.

O presidente destacou sobre reunião.

“A presença expressiva dos representantes das concessionais e permissionárias contratadas do STCRIP, e o número decrescente de reclamações demonstra que houve evolução no tratamento das reclamações, solicitei todos proatividade nos cumprimentos das cláusulas editalícias e contratuais para aprimoramento das entregas e geração de serviço de qualidade ao usuário”, finalizou.

Participaram representantes das empresas:

Viação Novo Horizonte
Consorcio Metropolitano de Transportes – (CMT) 
Lugar /Viação Juína
Expresso Adamantina 
Viação Ayres
Rio Novo Transportes
Verde Transportes 
Genesis Bus
Expresso Xavante
Satélite Norte