Pular para o conteúdo
Voltar

Escola de Governo forma segunda turma da Academia de Novos Líderes

A Academia de Novos Líderes já é referência para outras entidades e foi implantada no Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT)
Nayara Takahara | Seplag

- Foto por: Seplag MT
A | A

Servidores da Academia de Novos Líderes, programa desenvolvido pela Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), por meio da Superintendência da Escola de Governo, receberam nesta quinta-feira (12.12) o certificado de conclusão do curso. O programa formou a sua segunda turma neste ano, selecionada por meio de um processo seletivo simplificado. Dentre os 211 inscritos foram escolhidos 30 servidores.

A iniciativa visa promover o desenvolvimento de competências técnicas e comportamentais, capacitando os servidores públicos para atuarem como agentes de liderança e inovação. As capacitações são ministradas por um grupo voluntário de facilitadores, formado por servidores públicos com especialidades em áreas técnicas de diversas secretarias do Estado.

“Para mim é uma honra certificar os servidores que participaram deste projeto, que possui grande aderência à política de gestão de pessoas deste governo, cujo propósito é elevar a modernização e a qualificação do servidor na prestação de serviços públicos para a sociedade”, disse o secretário de Planejamento e Gestão, Basílio Bezerra.

Iniciada em 2018, a Academia de Novos Líderes já é referência para outras entidades e foi implantada no Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT). A segunda turma iniciou em fevereiro de 2019. Ao todo, foram nove meses de qualificação e 16 módulos com conteúdos técnicos e comportamentais. Durante os módulos os conteúdos básicos e gerenciais estimularam os servidores a enxergar os desafios do Estado de outra forma e a criar soluções para a melhoria dos serviços prestados pelo governo.

“Já ouvi de muitos servidores o quanto o programa fez bem para a autoestima e conhecimento de cada um. Penso que a Academia tem alcançado mais do que propõe, porque ela promove uma transformação de vida muito importante para o governo no sentido de ter servidores ainda mais qualificados”, observou o superintendente da Escola de Governo, Josué Ribeiro. “Não é possível começar algo e terminar sendo a mesma pessoa. A formação nos transforma”, salientou.  

A secretária Adjunta de Gestão de Pessoas da Seplag, Miramar de Oliveira, parabenizou toda a equipe da Superintendência da Escola de Governo pelo engajamento e motivação na execução do projeto. “É visível o quanto a equipe da Escola de Governo é engajada e apaixonada por esse trabalho. Parabenizo também a equipe de facilitadores, pois é muito gratificante poder contar com a colaboração dos próprios servidores do Estado, altamente capacitados, que vivem e conhecem a realidade do dia a dia na realização desse projeto”.

Concluída a fase de atividades em sala de aula, os participantes iniciaram um projeto de inovação para o seu local de trabalho. A servidora da Secretaria de Segurança Pública (Sesp), Paula Pinheiro, é a autora do projeto “Mapeando Competências: um processo de mudanças”. De acordo com a aluna a ideia é ajudar o gestor do local a identificar junto aos profissionais os pontos fortes e fracos da equipe, e suas necessidades de capacitação de acordo com o perfil de cada servidor do grupo. O projeto deve ser implantado na Coordenadoria de Obras e Manutenção.

“A minha ideia é desenvolver melhor esse projeto de mapeamento de competências e conto com a Escola de Governo, no mínimo por mais seis meses, para me ajudar nesse processo. Vejo a Escola como a ponte para o que eu pretendo fazer”, acrescentou a servidora.

Outro projeto resultado do programa é voltado para a alta demanda da Coordenadoria de Patrimônio do Departamento Estadual de Trânsito (Detran/MT). O servidor da pasta, Carlos Ferreira, é o autor da ideia “Controle de ordens de fornecimento”. Ele contou que a proposta é implantar outro tipo de controle para facilitar a logística do recebimento de bens e materiais na Gerência de Material e Mobiliário.

“Vamos utilizar ferramentas online e que já possuem convênios com o Estado. A ideia também é evitar ônus para a administração pública. Vamos reunir os fiscais, botar a mão na massa e rodar o projeto”, completou.

Ao todo, 23 novas ideias foram apresentadas por esta segunda turma do programa. Elas devem ser implantadas em diversas secretarias de Estado, entre elas na Secretaria de Saúde (SES), de Cultura (SEC), de Meio Ambiente (Sema), de Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários (Seaf), de Fazenda (Sefaz), de Infraestrutura e Logística (Sinfra) e na própria Seplag. Alunos do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso e da Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados (Ager) também apresentaram suas contribuições.

Segundo a líder do programa, Luciana Cavalcanti, essa é a contrapartida do servidor pela oportunidade de desenvolvimento e também é uma forma de disseminar a cultura de inovação na administração pública estadual.

“Os novos líderes levam uma enorme bagagem de aprendizado e com ela o desafio de aumentar a eficiência pública dos serviços prestados aos cidadãos pelo governo de Mato Grosso. Estou imensamente feliz e grata por ter feito parte desse projeto”, acrescentou.